Revezamento

Origem

Assim como a maioria dos esportes olímpicos, a corrida de revezamento também remete sua origem aos gregos. Na verdade, embora este seja um esporte, no começo era muito mais uma situação de entrega de correspondências, ou seja, os primeiros atletas das corridas de revezamento eram, na verdade, os carteiros da época. Embora muito tradicional na história das olimpíadas, podemos afirmar que o atletismo de revezamento não é um esporte que atrai tantas pessoas para suas competições. E isso acontece principalmente porque as disputas não são tão acirradas, sendo que os Estados Unidos sempre tiveram uma larga vantagem quando comparados aos outros países.

Regras

Cada equipe tem uma raia que deve ser respeitada. A única exceção que permite que eles saiam é o caso do bastão cair. Ainda assim, o caminho nunca poderá ser menor do que o especificado na competição.

No fim de cada circuito, os atletas têm um espaço de 20 metros para entregar o bastão. Esse momento é delicado, pois uma entrega incorreta pode gerar a desclassificação. O mesmo vale para o caso de o bastão não ser entregue neste raio de 20 m.

As regras da corrida de revezamento valorizam o fair play. Desta forma, o que pode desclassificar uma equipe é: perda do bastão, troca de bastão realizada de modo impróprio, duas falsas largadas, alcançar outro competidor inadequadamente, impedir que outro competidor passe e bloqueá-lo propositadamente, cruzar o percurso inadequadamente, ou de qualquer outra maneira interferir com o outro competidor.

Postado por: Bianca e Yasmin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s